Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Cefet/RJ participa da mobilização de combate ao Aedes aegypti em Itaguaí

Publicado: Segunda, 15 de Fevereiro de 2016, 11h52 | Última atualização em Quinta, 03 de Março de 2016, 13h54 | Acessos: 2632

O Cefet/RJ foi convocado pela Casa Civil para representar o governo federal no município de Itaguaí durante o Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes aegypti, que ocorreu no último sábado, dia 13 de fevereiro. As ações de conscientização contaram com a ajuda de 60 agentes de endemias do município, que acompanharam 200 militares da Força Aérea Brasileira e 66 militares da Marinha do Brasil. O diretor-geral do Cefet/RJ, Carlos Henrique Alves, e o diretor do campus Itaguaí, Luiz Diniz, estiveram presentes no evento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O diretor do campus Itaguaí, Luiz Diniz, o comandante do Batalhão de Operações Especiais,

Campos Mello, e o diretor-geral do Cefet/RJ, Carlos Henrique Alves

 

Para Carlos Henrique Alves, o Cefet/RJ pode contribuir para as ações de combate ao Aedes aegypti, somando forças ao processo de mobilização dos moradores. “Somos a única instituição federal presente no município e estamos dispostos a colaborar mais ainda com a prefeitura. Além da presença da instituição nessa mobilização nacional, nossa ideia é continuar trazendo educação de qualidade e fazer avançar o desenvolvimento social na região, trabalhando para a população local.”

O prefeito de Itaguaí, Weslei Pereira, reforçou a importância da parceria. “A presença do governo federal, representado nessa ação aqui no município pelo Cefet/RJ, nos deixa mais felizes e seguros pela parceria que já existe da instituição com o município. A vinda das Forças Armadas para somar nessa campanha de conscientização é fundamental, porque a nossa cidade está numa luta diária contra a expansão do mosquito e suas consequências.”

 

 

 

 

 

 

 

 

O secretário de saúde, Edson Hara Júnior, o diretor do campus Itaguaí,

Luiz Diniz, o diretor-geral do Cefet/RJ, Carlos Henrique Alves, e o prefeito de Itaguaí, Weslei Pereira

 

Wilsa Barreto, diretora de Vigilância e Saúde, esclareceu que as ações de combate ao mosquito já vêm sendo realizadas no dia a dia. Dentre essas ações, ela destacou as visitas domiciliares para educação da população e eliminação dos criadouros, a passagem do “fumacê”, quando o índice de infestação está alto, e os programas voltados para as escolas, como o IEC (Informação, Educação e Comunicação), realizado em parceria com a Secretaria de Educação. “As crianças e os jovens têm um papel fundamental de levar essa informação para casa e até de sensibilizar os pais”, acrescenta. O município de Itaguaí já superou a meta estabelecida pelo governo estadual, alcançando 39.613 imóveis visitados.

 

Conheça outras ações de combate ao Aedes aegypti realizadas pelo Cefet/RJ.

Fim do conteúdo da página