Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Conteudo do Menu Superior > Area de imprensa > Cefet/RJ realizará treinamento para a cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016
Início do conteúdo da página

Cefet/RJ realizará treinamento para a cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016

Publicado: Segunda, 04 de Janeiro de 2016, 15h24 | Última atualização em Segunda, 04 de Janeiro de 2016, 15h26 | Acessos: 2100

Entre os dias 17 de outubro e 8 de novembro, o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ) capacitará estudantes para atuar na transmissão dos Jogos Olímpicos Rio 2016.  A instituição será um dos seis centros de treinamento do Programa de Capacitação em Transmissão Televisiva (BTP, do inglês Broadcast Training Programme), coordenado pela organização OBS (do inglês Olympic Broadcasting Services).

O programa de capacitação formará cerca de 1.700 alunos, para atuar em 12 funções relacionadas às áreas tecnológica, administrativa e de suporte. O Cefet/RJ ficará responsável pelos workshops referentes às funções de suporte à transmissão. O vice-diretor do Centro Federal, Mauricio Motta, explica que “a instituição foi indicada como centro de capacitação pelo Comitê Organizador da Rio 2016”. Motta considera a escolha “uma forma de reconhecimento à atuação de excelência do Centro Federal”.

Após o treinamento, os participantes poderão ser escolhidos para compor a equipe oficial dos Jogos Olímpicos, trabalhando ao lado de profissionais de mídia reconhecidos internacionalmente. Aproximadamente 1.200 estudantes serão selecionados para trabalhar nas arenas de competição e no Centro de Transmissão Internacional, que realizará todas as operações de transmissão televisiva durante as Olimpíadas Rio 2016.

A aluna Lorrayne Duarte, do curso de Engenharia de Produção do Cefet/RJ, participará do treinamento. Lorrayne escolheu a função de Suporte à Transmissão, “por se tratar de uma posição que exige boa comunicação, um ponto forte meu”. A aluna acredita que o programa de formação “agregará um conhecimento bem diferente daquele ao qual estou acostumada, somando também bons pontos ao meu currículo e à minha carreira, que poderei levar para outros campos de trabalho”.

Durante os 17 dias de Olimpíada no Rio de Janeiro, a OBS produzirá 600 horas de cobertura, que serão transmitidas para 150 emissoras de todo o mundo. O consultor e colaborador do programa de treinamento durante as últimas 14 Olimpíadas, Jim Owens, ressaltou que os estudantes terão a oportunidade de trabalhar com alguns dos melhores profissionais de mídia do mundo. “Enxergamos o programa como uma oportunidade que vai muito além das Olimpíadas. Muitas pessoas que participaram do BTP agora trabalham na indústria televisiva e cinematográfica.”

Fim do conteúdo da página