Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Artigo de aluno da Uned Petrópolis é aprovado para evento de educação em ciências
Início do conteúdo da página

Artigo de aluno da Uned Petrópolis é aprovado para evento de educação em ciências

Publicado: Terça, 10 de Janeiro de 2023, 16h55 | Última atualização em Terça, 10 de Janeiro de 2023, 16h59 | Acessos: 239

Negacionismo, desinformação, fake news. Desafios muito atuais – sobretudo com a multiplicação das redes sociais –, que o aluno do 5º período da licenciatura em Física do Cefet/RJ Uned Petrópolis Jonathan Bull decidiu pesquisar para compreender como a comunidade científica está se comportando frente a esse recente fenômeno. Por meio de levantamento bibliográfico, Jonathan mergulhou na temática e escreveu um artigo, que foi aprovado para o XIV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (Enpec), um dos principais eventos da área, que acontecerá em outubro, em Caldas Novas, Goiás.

“Eu fiquei extremamente feliz! Foi uma grande conquista e estou muito motivado para a continuidade do trabalho”, declarou Jonathan. Ele contou que sua pesquisa analisou majoritariamente artigos publicados em 2020, ano que evidenciou o negacionismo devido à pandemia, e que os textos estudados foram, na maioria, teóricos. Intitulado “O negacionismo científico e sua relação com o ensino de ciências. Uma análise através da revisão de literatura sistemática”, o trabalho faz parte de uma pesquisa desenvolvida por meio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), com a orientação do professor João Paulo Fernandes.

“A pesquisa desenvolvida pelo discente Jonathan nos ajuda, principalmente, a problematizar temas de grande relevância social ao discutir estratégias de combate à desinformação e à disseminação de fake news associadas a movimentos negacionistas (Movimento Antivacina, Terraplanismo, mudanças climáticas...), tendo como embasamento teórico a abordagem de Questões Sociocientíficas (QSC). Parte dessa pesquisa será apresentada no Enpec, um dos principais eventos da área de pesquisa em ensino de ciências no Brasil. Ter essa experiência ainda na graduação é enriquecedor do ponto de vista formativo e também uma oportunidade de trocas com diferentes pesquisadores da área”, destacou João Paulo Fernandes.

Como resultado, a pesquisa de Jonathan aponta para duas principais formas de combate ao negacionismo científico: a divulgação científica e o ensino de ciências na perspectiva do letramento científico.

 – A divulgação científica se ocupa de divulgar informação científica de qualidade e acessível de forma mais imediata para combater a desinformação (fake news e pós-verdades). A perspectiva do letramento científico surge em contraposição à educação científica tradicional, extremamente frágil, baseada na memorização. Sua principal proposta está em desenvolver nos estudantes habilidades e competências que lhes permitam entender a natureza da ciência, sua linguagem e suas relações com diferentes âmbitos da sociedade. O objetivo, ao se trabalhar com esses aspectos, é fornecer os recursos necessários para que os estudantes possam agir socialmente em nível individual e coletivo e exercer sua cidadania com responsabilidade – explicou.

Jonathan acredita que sua pesquisa terá relevância para o campo, já que os trabalhos focados nessa temática são escassos, e diz estar animado com a continuidade da pesquisa e com seu futuro acadêmico. “Eu o enxergo de maneira otimista, pois estou cada vez mais imerso nesse universo”, destacou o estudante.  O artigo de Jonathan será apresentado no Enpec na modalidade oral.

Sobre o Enpec

Retornando ao formato presencial em 2023, o XIV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (Enpec) acontecerá de 2 a 6 de outubro em Caldas Novas, Goiás, e contará com a realização da Universidade Estadual de Goiás (UEG). A partir da temática “Pensar o conhecimento, agir em sociedade”, o evento busca, nesta edição, “entender os desdobramentos político-sociais no contexto atual do Brasil e do mundo, particularmente, quanto à valorização do conhecimento e sua relação com a ação humana”. O XIV Enpec prevê 35 palestras e cursos, entre outras atividades, e estima um público de 1.400 pessoas, entre estudantes, professores e profissionais da área.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página