Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Para melhorar a aprendizagem, Cefet/RJ está implantando a prática da meditação

Publicado: Segunda, 02 de Outubro de 2017, 15h24 | Última atualização em Segunda, 02 de Outubro de 2017, 15h24 | Acessos: 444

Maior concentração nos estudos e um método eficiente para melhorar a aprendizagem. Esses são os dois principais benefícios que a meditação transcendental pode trazer para os alunos do Cefet/RJ. A avaliação é do vice-diretor Mauricio Saldanha Motta, que levou para a instituição de ensino a proposta de implantação dessa prática milenar e já criou um núcleo de meditantes que se reúne regularmente no campus Maracanã. “Após aplicar a técnica de meditação, pretendemos realizar um estudo científico sobre o desempenho escolar dos estudantes”, adianta o professor Mauricio Motta.

A iniciativa conta com a parceira da Fundação David Lynch e da Associação Internacional de Meditação Transcendental, que além do financiamento também cedem os professores. Duas turmas de servidores do Cefet/RJ realizaram o curso inicial de meditação transcendental entre os dias 11 e 15 de setembro. Atualmente, cerca de 50 funcionários já vivenciaram a prática. A próxima turma para iniciantes acontecerá no dia 16 de outubro. “Descobrimos um interesse muito grande por parte dos servidores e vamos abrir uma nova turma, pois eles passarão a atuar no acompanhamento da meditação dos alunos”, ressalta Motta.

O físico Marco Aurélio do Rego Monteiro, do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), e a administradora de empresas Bárbara Freitas foram dois dos professores do curso de meditação no Cefet/RJ. Eles garantem que os alunos que vivenciam essa prática milenar – trazida para o Ocidente na década de 1960 pelo guia espiritual indiano Maharishi Mahesh Yogi e divulgada intensamente pelos Beatles – melhoram seu desempenho na escola, tornando-se menos estressados e mais focados nas atividades. “Com 250 pessoas meditando juntas, já criamos um aumento da coerência no processo de meditação e, beneficiando o indivíduo, teremos como resultado um benefício para a sociedade”, garante o pesquisador do CBPF.

O cineasta norte-americano David Lynch – diretor de filmes como “Cidade dos Sonhos”, “Veludo Azul” e “O Homem-Elefante” – afirmou, em 2011, em audiência na Câmara Federal para a Comissão de Educação, que a prática da meditação transcendental nas escolas públicas dos Estados Unidos resultou em mais concentração no processo de aprendizagem e menos conflitos em sala de aula.

Mais informações podem ser obtidas nos sites da Fundação David Lynch e da Associação Internacional de Meditação Transcendental.

registrado em:
Fim do conteúdo da página