Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Cefet/RJ e demais instituições do Friperj lançam Programa de Pesquisa Permanente do RJ
Início do conteúdo da página

Cefet/RJ e demais instituições do Friperj lançam Programa de Pesquisa Permanente do RJ

Publicado: Quarta, 22 de Maio de 2024, 17h02 | Última atualização em Quarta, 22 de Maio de 2024, 17h31 | Acessos: 500

Instituições do Friperj se unem para pensar soluções para o estado em diversos temas

Dez instituições de ensino que integram o Fórum de Reitores das Instituições Públicas de Educação do Estado do Rio de Janeiro (Friperj) uniram forças para lançar o Programa de Pesquisa Permanente. A iniciativa tem o objetivo de pensar soluções para o estado em temas como segurança, mobilidade, saúde e cultura. O encontro foi realizado nesta segunda-feira (20), na sede do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ). O diretor-geral Mauricio Motta representou o Cefet/RJ no evento.

De acordo com Motta, esse encontro reforça a importância da ciência e o compromisso das instituições públicas de educação superior. “Através do Friperj, criamos um espaço para, de forma colegiada e articulada, pensarmos e propormos políticas para o Rio de Janeiro”, concluiu o gestor. A previsão é que os representantes do Friperj se reúnam mensalmente para debater pesquisas, obter diagnósticos e propor soluções com base científica voltadas para o desenvolvimento do estado.

Diretor-geral do Cefet/RJ, Mauricio Motta, representou a instituição no lançamento do Programa de Pesquisa Permanente

Entre as ações adotadas pelo programa está a criação de um site com indicadores fluminenses, que deverá entrar no ar no mês de julho.  A página irá disponibilizar dados econômicos, sociais, de saúde e de educação, além de análises conjunturais, e será aberta não apenas aos pesquisadores, mas a todas as pessoas que tiverem interesse no tema.

—  Vai ser uma página pública em que toda a sociedade vai ter acesso a ela, assim como os pesquisadores, jornalistas e quem mais tiver interesse em entender a situação do estado, do seu município e da sua região. Tudo muito simples e acessível — explicou Mauro Osório, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e coordenador acadêmico do programa.

A iniciativa inclui também prêmios de teses, dissertações e trabalhos acadêmicos, concedidos a cada dois anos e direcionados ao Rio de Janeiro. Também está prevista a publicação de um dossiê sobre o estado.

*Com informações do jornal O Globo

registrado em:
Fim do conteúdo da página