Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Aula inaugural destaca as transformações da sociedade promovidas pela ciência
Início do conteúdo da página

Aula inaugural destaca as transformações da sociedade promovidas pela ciência

Publicado: Quinta, 30 de Março de 2023, 17h26 | Última atualização em Quinta, 30 de Março de 2023, 17h54 | Acessos: 854

 

Com presença de um grande público, o Cefet/RJ realizou, na manhã desta quinta-feira (30), a aula inaugural do ano letivo de 2023. O evento teve como tema “Um olhar sobre a importância do ensino da ciência e tecnologia”, com palestra de Nival Nunes de Almeida, professor titular e ex-reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). O encontro foi realizado no Auditório 1 da Unidade Maracanã e, além do convidado, teve a participação de diretores, professores e alunos de todos os níveis de ensino da instituição.

Durante a abertura, o diretor-geral do Cefet/RJ, Mauricio Motta, agradeceu a presença de todos e aproveitou a ocasião para entregar ao palestrante a medalha alusiva ao centenário do Cefet/RJ. “Fico muito alegre em ver o auditório completamente lotado para assistir à aula magna do professor Nival Almeida, que, além da sua competência profissional, também colabora conosco nos processos avaliativos da instituição”, destacou o dirigente. Já a vice-diretora Gisele Vieira deu as boas-vindas a todos e lembrou que o encontro marca o período de dois anos da atual gestão à frente da instituição.

A vice-diretora, Gisele Vieira, e o diretor-geral, Mauricio Motta, entregam a medalha comemorativa do centenário do Cefet/RJ ao professor Nival Almeida

A ciência e a transformação da sociedade

Ainda na Grécia Antiga, as criações tecnológicas foram modificando a vida em sociedade, e o palestrante realizou um apanhado histórico para exemplificar como a ciência transformou o dia a dia das pessoas. Almeida citou desde inovações que permitiram que os homens fizessem grandes deslocamentos, como os navios, até invenções que alteraram comportamentos e estilos de vida, como a pílula anticoncepcional.

Em dinâmica interativa com a plateia, o palestrante fez perguntas sobre conhecimentos científicos e quem se destacou foi a estudante Micaela Mendes, de 15 anos, ao responder sobre o cientista francês Louis Pasteur: “Ele refutou a teoria da abiogênese”, disse ela. Estudante do 1º ano da educação profissional técnica de nível médio, a jovem tem interesse por Biologia e sonha em cursar uma graduação na área. “Gostei muito da palestra e acho a ciência essencial na saúde, na comunicação e em diversos outros assuntos. No futuro, quero me aprofundar em pesquisa e pretendo estudar questões animais e ambientais”, completou a jovem.

Apaixonada por ciência, a estudante Micaela Mendes sonha em cursar Biologia no futuro

Com espectadores, em sua maioria, estudantes do ensino médio/técnico, Almeida destacou a importância de se dirigir a um público tão jovem. Segundo ele, é fundamental que os estudantes se interessem por ciência básica desde cedo para que conheçam a linguagem e os métodos de produção científica antes de definirem o caminho que pretendem seguir. “É essencial que os nossos estudantes tenham uma formação ampla, para que, além do conhecimento científico e tecnológico, sejam sujeitos críticos e reflexivos e estejam preparados para o mundo do trabalho e também para a vida”, finalizou o palestrante.

Clique para ver mais fotos do evento.

registrado em:
Fim do conteúdo da página