Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Com II CIEEMAT, campus Angra avança no projeto de transformação em universidade
Início do conteúdo da página

Com II CIEEMAT, campus Angra avança no projeto de transformação em universidade

Publicado: Quinta, 24 de Novembro de 2016, 17h34 | Última atualização em Quinta, 24 de Novembro de 2016, 18h29 | Acessos: 3319

A realização do II Congresso Ibero-Americano de Empreendedorismo, Energia, Meio Ambiente e Tecnologia (II CIEEMAT) consolida a internacionalização do campus Angra dos Reis e contribui para o avanço do projeto de transformação em universidade. A avaliação é dos dirigentes do Cefet/RJ e do Instituto Politécnico de Bragança, de Portugal, presentes na solenidade de abertura do evento.

O presidente do congresso, Ronney Arismel Mancebo Boloy, atribui a realização do CIEEMAT ao desafio lançado pela Direção-Geral do Cefet/RJ a ele e outros docentes na solenidade de posse, em 2014. “Ao tomarmos posse na instituição, o diretor-geral nos disse: preciso que vocês transformem o campus Angra dos Reis em um campus universitário”, recorda. Em um ano, o novo corpo docente protagonizou a criação do Grupo de Pesquisa em Empreendedorismo, Energia, Meio Ambiente e Tecnologia (GEEMAT), cadastrado no CNPq, do curso de pós-graduação lato sensu em Eficiência Energética e do CIEEMAT.

De acordo com o diretor do campus Angra dos Reis, Tiago Siman Machado, as realizações se inserem em um ciclo de crescimento que se intensificou, sobretudo, nos últimos três anos. “O campus iniciou as atividades em 2010, com uma turma do curso técnico em Mecânica, dois docentes e sete servidores técnico-administrativos. Em 2016, além do curso técnico presencial em Mecânica, ofertamos três cursos técnicos a distância, três bacharelados na área de Engenharia e uma pós-graduação lato sensu, em Eficiência Energética. Em termos de recursos humanos, contamos com 52 docentes e 27 técnico-administrativos”, enumera.

O diretor-geral do Cefet/RJ, Carlos Henrique Figueiredo Alves, pondera que, apesar das dificuldades políticas enfrentadas no reconhecimento da instituição como universidade, os números comprovam a realização do objetivo traçado. A instituição como um todo experimentou um crescimento expressivo, especialmente no ensino superior. “O Cefet/RJ concretizou o projeto de universidade ao qual se propôs. O número de alunos do ensino superior passou de 4 mil para, aproximadamente, 14 mil no final deste ano”, afirma.

Na avaliação do vice-presidente do Instituto Politécnico de Bragança (Portugal), Luis Pais, a participação no II CIEEMAT encerra um ciclo e abre outro na cooperação internacional entre o Cefet/RJ e a instituição de ensino portuguesa, iniciada em 2012. “Além de trazermos nossas contribuições acadêmicas, viemos com o propósito de demonstrar o reconhecimento pelo trabalho realizado e a intenção de levar o congresso para a Europa no próximo ano.”

Fim do conteúdo da página