Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Extensão
Início do conteúdo da página

Campus Petrópolis - Extensão

Publicado: Quinta, 05 de Novembro de 2015, 18h14 | Última atualização em Segunda, 28 de Agosto de 2023, 18h02 | Acessos: 10112

O Cefet/RJ Petrópolis vem desenvolvendo, junto à comunidade petropolitana, atividades de extensão que buscam a proximidade com arranjos produtivos locais e a possibilidade de parcerias. Os projetos e cursos de extensão são desenvolvidos por docentes e alunos vinculados aos cursos de graduação (Licenciatura em Física, Bacharelado em Turismo, Engenharia da Computação e Licenciatura e Matemática) e ao curso técnico em Telecomunicações integrado ao ensino médio.

Em 2023, os Cefet/RJ Petrópolis soma 1 programa e 17 projetos de extensão, sendo um na área de direitos humanos.

 

_____________________________________________

AÇÕES DE EXTENSÃO 2023

 

  • Airbnb: capacitando anfitriões

Coordenação: Lélian Silveira

A pandemia de Covid-19 abriu espaço para novas opções de hospedagem, a ampliação das plataformas digitais de aluguel por temporada (Airbnb) e, consequentemente, alterou a dinâmica do mercado do turismo. Dentre tantas mudanças, o mercado de aluguel por temporada se profissionalizou e novas oportunidades de negócios estimularam a atuação de empreendedores no país.


Neste sentido, o “Airbnb: capacitando anfitriões” pretende conectar algumas disciplinas do curso de Bacharelado em Turismo do Cefet/RJ Petrópolis e oportunizar a produção do conhecimento interdisciplinar em conjunto com as práticas profissionais, capacitando alunos para atuarem no mercado de aluguel por temporada. O projeto também se propõe a oferecer assessoria aos empreendedores em aluguel por temporada - anfitriões - de plataformas digitais, a exemplo do Airbnb, na cidade de Petrópolis, estreitando os laços entre o Cefet/Petrópolis e a comunidade.

Instagram: https://www.instagram.com/capacitandoanfitrioes_airbnb/

 

  • Amenities na bagagem se transformam em solidariedade

Coordenação: Lélian Silveira

O "Amenities na bagagem se transformam em solidariedade" nasceu como parte do projeto de extensão "Mapeamento do Setor Hoteleiro e a aplicação da língua inglesa" (2018/2019), quando foi realizada uma campanha de coleta de amenities (itens de higiene pessoal como xampus, sabonetes etc, ofertados pelos hotéis gratuitamente para o conforto e comodidade dos hóspedes). Na época, foram doados aproximadamente 90 kits a organizações que prestam assistência social em Petrópolis.

Neste sentido, o projeto tem como objetivo dar continuidade à ação social de coleta de itens de higiene pessoal (amenities), transformando as necessidades sociais de determinados grupos vulneráveis em oportunidades de participação solidária. Toda a arrecadação será realizada pelos alunos, professores e funcionários do Cefet/RJ Petrópolis. Pretende-se ainda envolver a rede hoteleira local não apenas para doações, mas também como ponto de coleta dos itens. Após a coleta e formação de kits, eles serão encaminhamos às instituições que já fazem algum tipo de ação social.

Instagram: https://www.instagram.com/amenitiesnabagagem/

 

  • Cefet Cultural 2023

Coordenação: Alexandra Rocha e Camila Borges

O Cefet/RJ Petrópolis, como instituição que se pretende promotora da educação integral do ser humano, rechaçando um modelo de ensino tecnicista, pretende promover, dialogar e atrair atividades artístico-culturais que incidam positivamente na formação de seus estudantes do ensino médio integrado, bem como de seus alunos dos cursos de graduação. Dessa forma, o objetivo geral do projeto é estabelecer parceria com algumas instituições promotoras de bens culturais na cidade de Petrópolis – como o Instituto de Cultura Casa de Petrópolis, o Cineclube Raul Lopes  e a Casa Stefan Zweig– de forma a facilitar e promover a participação da comunidade cefetiana nessas atividades, estimulando assim a cultura de consumo de bens culturais por parte de seus estudantes e servidores.

O projeto também pretende articular saberes e expertises das instituições parceiras no sentido de promover eventos culturais na unidade Petrópolis, em especial um cineclube. O projeto busca ainda contribuir para a divulgação da própria instituição na cidade de Petrópolis e também para que a instituição opere como um dinamizador dos bens culturais na região.

 

  • Cefet/RJ Sustentável: ações da Comissão de Coleta Seletiva Solidária (CCSS) da Uned Petrópolis

Coordenação: Susana Campos e Alexandra Rocha

Criada em 2016, Comissão de Coleta Seletiva Solidária (CCSS) do Cefet/Rj Petrópolis tem como eixo norteador promover atividades e ações sustentáveis, unindo educação, desenvolvimento e práticas de forma participativa. Dando ênfase à promoção da educação ambiental, a CCSS foca na utilização adequada dos recursos materiais (incluindo os hídricos e elétricos), na aprendizagem e no manejo do material reciclável, promovendo também, de forma gradual, a conscientização quanto à sua redução, ao seu reaproveitamento e à sua reciclagem e envolvendo a comunidade em todas as etapas do processo. A tarefa da comissão é educar, intermediar e trabalhar a conscientização para novos padrões, iniciando uma longa caminhada rumo à sustentabilidade. 

A CCSS, com o apoio deste projeto, consegue desenvolver ações para além da separação e destinação dos materiais ali produzidos, como encorajar e educar a comunidade a levar essa prática para o cotidiano. Entre algumas atividades previstas, estão a organização de eventos com foco em sustentabilidade, o preparo dos kits coletores de materiais recicláveis, o restauro do jardim vertical da unidade e a sinalização do campus com orientações sustentáveis como (economia de energia, uso moderado de papel etc.).

Instagram: https://www.instagram.com/ccss.pet.cefet/

 

  • Conexão Cefet/RJ Petrópolis

Coordenação: Camila Borges e Letícia Hermont L. Valle

O programa trabalha de forma engajada a imagem do Cefet/RJ Petrópolis, buscando fortalecer o senso de pertencimento à instituição por parte de sua comunidade, tão essencial para reverberar interna e externamente. A partir de um planejamento que destaque sua identidade como instituição pública, gratuita e de alta qualidade educacional, o programa pretende maximizar as informações a respeito da unidade e estimular a conexão (e o engajamento) de alunos e servidores.

O programa potencializa a divulgação dos cursos da instituição para a comunidade petropolitana e do entorno por meio de ações direcionadas para as escolas públicas e privadas e para a imprensa local, e por uma atuação mais presente nas mídias sociais da unidade, que são: Instagram e Facebook (@cefetcampuspetropolis) e Youtube (Cefet campus Petrópolis).

O programa reúne dois projetos de extensão: “Conhecendo os limites do nosso corpo e o Cefet-RJ Petrópolis” e “De grau em grau: apresentando o ensino superior do Cefet/RJ Petrópolis”.  

 

  • Conhecendo os limites do nosso corpo e o Cefet-RJ Petrópolis

Coordenação: Marcelo Porretti e Camila Borges

Integrando o Programa Conexão, o projeto tem como intuito levar o conhecimento do curso técnico em Telecomunicações integrado ao ensino médio aos discentes de 9º ano da rede municipal e particular de Petrópolis, assim como a comunidade circunvizinha do Cefet/RJ Petrópolis. Ao ser desenvolvido a partir da disciplina de Educação Física, que possui um papel motivador intrínseco, o projeto busca reforçar o conteúdo saúde presente nas aulas de Educação Física e, assim, adentrar ao campo da conscientização de manter uma atividade física regular.

Ambientar os discentes do 9º ano com a infraestrutura do Cefet/RJ Petrópolis através de uma breve palestra e visita às dependências da unidade são meios de comunicação entre comunidade e instituição.

 

  • Conhecimento para Profissionais do Futuro

Coordenação: Marcelo Mascarenhas

À medida que a sociedade se transforma, novas demandas de conhecimento surgem e passam a ser cobradas das pessoas que buscam ingressar, se manter ou mesmo se recolocar no mercado de trabalho (BRANDÃO, 2010). Por mais que o uso de computadores, smartphones, programas de comunicação e softwares, entre outros, seja visto como algo natural para muitas pessoas, ainda há um grande número de indivíduos que possuem baixo, ou nenhum, domínio dessas ferramentas.

Dessa forma, o objetivo deste projeto é ofertar conhecimento profissional, que seja valioso para conquistar oportunidades de trabalho, às pessoas que mais necessitam deste tipo de saber. Alguns exemplos de conhecimento profissional que se deseja ofertar neste projeto são: conhecimento do pacote Office (e similares) em nível básico, intermediário e avançado; conhecimento de práticas em inteligência emocional; preparação para entrevistas de emprego; preparação para dinâmicas de grupo; elaboração de currículo profissional; entre outros saberes.

 

  • De grau em grau: apresentando o ensino superior do Cefet/RJ Petrópolis

Coordenação: Jarlene Reis e Letícia Hermont L.Valle

O projeto, que integra o Programa Conexão, busca dar maior visibilidade à unidade do Cefet/RJ Petrópolis e aos seus cursos superiores na cidade e no entorno, a fim de promover o ingresso de estudantes e de contribuir para a construção da imagem institucional e seu fortalecimento identitário.

Assim, a iniciativa pretende apresentar seus quatro cursos de graduação utilizando estratégias do marketing educacional, como também estratégias de comunicação voltadas ao campo educacional, corroborando para que a instituição chegue efetivamente ao seu público. Apresentar cada um dos cursos e suas especificidades, desde suas características mais estruturais, como também apresentar o perfil desses cursos, suas atuações, mercados, projetos de pesquisa, ações de ensino e extensão, as possibilidades de itinerários formativos existentes, além de promover o diálogo entre os alunos efetivos e os alunos em potencial e a comunidade em geral é o grande mote para este trabalho de extensão. Pretende-se também, a partir da apresentação dos cursos à comunidade, contribuir para identificação dos alunos com os cursos escolhidos, a fim de combater a evasão causada pelo não conhecimento adequado sobre ele.

 

  • Diálogos na Promoção das Atividades de Aventura em Petrópolis

Coordenação: Marcelo Salomão e Pedro Lara

As atividades de aventura vêm sendo desenvolvidas no Brasil e no mundo de forma cada vez mais profissional e acadêmica, em que seu conteúdo chegou ao currículo da educação física escolar. Em um alinhamento com uma nova realidade no cenário nacional, o Cefet/RJ Petrópolis, por meio de uma equipe multidisciplinar de docentes (Matemática, Educação física, Geografia, Engenheiro da computação), vem participando do Congresso Brasileiro de Atividades de Aventura (CBAA) e o Congresso Internacional de Atividades de Aventura (CIAA) desde 2018.

Em 2024, o XIII CBAA e o VII CIAA  acontecerão na cidade de Petrópolis e a organização do evento será do Cefet/RJ Petrópolis. Também fará parte da organização o Laboratório de Estudos do Lazer (LEL) da Unesp de Rio Claro (SP). Dessa forma, o projeto busca apoiar a organização dos congressos e assim desenvolver um site; realizar contatos com universidades e instituições públicas e privadas; desenvolver as atividades de organização do evento, como logística, recursos físicos, materiais, humanos e financeiros; e estruturar a programação geral do evento.

Instagram: https://www.instagram.com/cbaa.ciaa/

 

  • Expedições do Cefet/RJ

Coordenação: Fernando Pessoa e Marcelo Porretti

O projeto busca estudar e apresentar a geodiversidade, biodiversidade e sociodiversidade de percursos em trilhas e áreas protegidas a partir da interpretação ambiental e práticas corporais de aventura, desenvolvendo com seus participantes questões referentes ao paradigma ecológico atual através da integração de áreas da ecologia, geografia, saúde e práticas de atividade física, dentre outras. 

Cadastrado oficialmente desde 2016, o projeto tem novamente o desafio de envolver escolas municipais em 2023, fortalecendo a inserção do Cefet/RJ Petrópolis nas questões educacionais do município, além da visibilidade que pode ser dada ao nosso processo seletivo para o curso técnico integrado ao ensino médio.

As atividades do "Expedições" possibilitaram a representação do Cefet/RJ UnED Petrópolis no conselho consultivo de três unidades de conservação: Parque Nacional da Serra dos Órgãos; Refúgio de Vida Silvestre Estadual da Serra da Estrela e Reserva Biológica Estadual de Araras. Em parceria com essas áreas protegidas, desenvolve-se as atividades de educação e interpretação ambiental com os alunos de escolas municipais e também da nossa unidade.

Instagram: https://www.instagram.com/expedicoescefet/

Facebook: https://www.facebook.com/expedicoesCefet

 

  • Formação Continuada e Docência: ações e reflexões

Coordenação: Soraia Toledo

A formação continuada na área da docência, como nas outras áreas, é ferramenta fundamental como contribuição para transformações necessárias em direção a uma educação comprometida com a formação cidadã: emancipadora, ética, engajada social e politicamente com a construção de um mundo mais justo, sustentável e feliz.

Neste sentido, o Núcleo de Estudos em Linguagem e Educação (Neline) do Cefet/RJ, unidade Petrópolis, tem como caminho de relevância a formação continuada em acordo com a percepção informada. Assim, o projeto de extensão visa contribuir para a formação continuada de docentes da Educação Básica, por meio de minicursos, palestras, rodas de conversa, entre outras atividades, que serão consolidadas em parceria com os atores educacionais interessados.

 

  • Formação de Equipes para participação em Olimpíadas Científicas com temática da Robótica

Coordenação: Luis Claudio Silva e Marco Aurélio Junior

O projeto tem como objetivo formar equipes para participação na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) e, como consequência, despertar o interesse dos estudantes para as áreas de exatas, como engenharias, computação e robótica, contribuindo com uma formação de qualidade para futuros profissionais destas áreas.

A abordagem deste projeto consiste na integração de estudantes do ensino superior que atuarão como técnicos das equipes formadas por alunos do curso técnico integrado ao ensino médio, visando a preparação de equipes para participarem da modalidade prática da OBR. Nesta modalidade, a equipe de projetar, construir e programar um robô terrestre móvel para realização de tarefas autônomas, visando atuar em um ambiente que simula uma situação de desastre, na qual o robô deve seguir um caminho seguro, desviar de obstáculos e cumprir a meta de resgatar vítimas presentes no ambiente.

 

  • Ladrilhar: percursos inclusivos pelo Cefet/RJ UnEd Petrópolis Direitos Humanos

Coordenação: Ludmila Almendra e Felipe Henriques

O projeto consiste na realização de um plano de interpretação do patrimônio relacionado ao prédio do Cefet/RJ Petrópolis, tendo como principal objetivo o desenvolvimento de estratégias para mediação inclusiva, dentre elas, as tecnologias assistivas, e como principal ação, visitas mediadas ao complexo, atendendo ao público em sua diversidade.

Iniciado em 2020, o projeto une profissionais de diversas áreas, articulando esforços para criar ações tecnológicas de interpretação desse patrimônio histórico e arquitetônico, inclusivas e acessíveis, com vistas a sensibilizar a sociedade para a valorização da diversidade e do direito ao acesso aos bens culturais como prática social cidadã.

Instagram: https://www.instagram.com/ladrilhar.cefet/

 

  • Leia Mulheres: Mediação de leitura

Coordenação: Elisabeth Gonçalves  e Luciana Castro

O coletivo Leia Mulheres se iniciou como um movimento on-line, criado pela escritora britânica Joanna Walsh em 2014, e se popularizou no Brasil na forma de clube de leitura. Em Petrópolis, o Leia Mulheres, sob a mediação de Linda Feitoza e Drica Madeira, vem acontecendo desde 2017 e, em 2019, o coletivo iniciou uma parceria com o Cefet/RJ Petrópolis por meio deste projeto de extensão.

Os encontros, que passaram a ser on-line desde 2020, pretendem favorecer a leitura e a troca de ideias sobre livros produzidos por mulheres, claramente em defasagem no mercado editorial nacional. A dinâmica da edição 2023, assim com as edições anteriores, será bastante democrática, admitindo-se a participação daqueles que leram, leram parcialmente, ou não leram os títulos definidos para os encontros. A definição dos livros é feita por votação a partir de uma lista de títulos sugeridos pelo grupo e que atendam aos requisitos de relevância estabelecidos pelas mediadoras.

Instagram: https://www.instagram.com/leia_mulheres_petropolis/

Facebook: https://www.facebook.com/groups/1751548455062785

 

  • Observatório de Dados sobre Turismo

Coordenação: Marcelo Mascarenhas

Durante o avançar do século XXI, a atividade turística passou a ganhar fluxos (de pessoas, meios de transporte, circulação de capital etc.) extremamente grandiosos em todo o mundo. Parte deste movimento também se fez presente no Brasil, especialmente após 2003, quando foi criado o então Ministério do Turismo. Desde então, esta atividade social e econômica passou a ter mais status e importância na agenda política nacional, que obviamente se desdobra por estados e municípios.

O objetivo deste projeto é ser um Hub de dados e informações sobre turismo. Após a coleta de dados, e o processamento de informações dispersas e pouco acessíveis em diversas fontes, o Observatório de Dados sobre Turismo pretende agrupar e exibir, de forma didática e acessível, todo este conteúdo para qualquer pessoa e/ou organização interessada neste setor.

 

  • Paradigmas Indiciários - Histórias de Famílias: Petrópolis, a cidade, o turismo e as ruas

Coordenação: Nara Santana

O projeto tem como proposta desvelar uma identidade visível nas ruas de Petrópolis, pautada na diversidade de seu povo, em que, muito mais que um passado de glórias imperiais e presidenciais, oculta a história das famílias que constroem e fazem da "cidade imperial" um local de memórias, dos mais variados matizes, dos mais variados sentidos.

Desde 2021, o projeto é baseado no recolhimento de documentos de famílias, fotos, certidões de batismo, certificados, registros de identidade, carteiras de identidades, títulos de eleitor, entre outros, de vários momentos históricos. Com as histórias das famílias já trabalhadas, pretende-se revelar os indícios da formação da cidade de capital cultural e turístico relevante, mas a importância da comunidade para a formação da identidade local.  

Neste ano, de 2023, a proposta é avançar com a participação popular, ao desenvolver um catálogo documental, com fotos, documentos e imagens que serão divulgados a partir de redes sociais e uma página virtual, além da exposição física no Cefet/RJ Petrópolis.

 

  • Sala de Professores

Coordenação: Felipe Ferreira e Elisabeth Gonçalves

Tendo sua primeira edição em 2020, com objetivos de fomentar a formação de professores por vias remotas, em pleno cenário de isolamento social, devido à pandemia de covid-19, o projeto de extensão “Sala de Professores” se inscreve na linha de estudos, pesquisas e ações do Núcleo de Estudos em Educação e Linguagem (Neline), da uned Petrópolis do Cefet/RJ.

Dentre seus principais objetivos, estão a ideia de ampliar as possibilidades de letramentos dos participantes, em diversos campos, e a proposta de promover oportunidades de formação de professores, na perspectiva da Didática e do Ensino, dos multiletramentos, e engajada com uma pedagogia crítica e a promoção de práticas contra-hegemônicas e antirracistas.

 

  • Os Territórios da Ciência e da Religião

Coordenação: Raul Neto

O ensino de Ciências em muitos momentos aborda questões que são sensíveis para os alunos por questões religiosas ou culturais. Essas questões são importantes, ainda mais quando ouvimos tanto falar sobre negacionismo científico ou sobre preconceitos religiosos
Contudo, nem sempre as pessoas sabem lidar com essas dificuldades de forma respeitosa e com embasamento adequado sobre a temática.

O projeto busca criar um espaço que sirva à comunidade como como uma embaixada de sentido entre o universo religioso e o universo da ciência. Dessa forma, promoverá o diálogo aberto, honesto e respeitoso entre estes dois campos, tendo sempre em conta a liberdade e a soberania das respectivas esferas sociais e as finalidades intrínsecas e próprias de cada esfera, além de buscar o avanço do conhecimento integral acerca do homem e sua relação com Deus e a natureza.

Portanto, o projeto não buscará arbitrar sobre pontos controversos na interação entre fé e ciência, mas sim oferecer-se como fórum aberto para debates de alto nível, de forma que eventuais discordâncias entre seus associados possam resultar em diálogo produtivo e aprofundamento dos temas em questão.

registrado em:
Fim do conteúdo da página