Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Romance distópico de Jacqueline Harpman será tema do próximo Leia Mulheres
Início do conteúdo da página

Romance distópico de Jacqueline Harpman será tema do próximo Leia Mulheres

Publicado: Quinta, 16 de Maio de 2024, 18h02 | Última atualização em Quinta, 16 de Maio de 2024, 18h04 | Acessos: 287

Em junho, o clube de leitura Leia Mulheres, do Cefet/RJ Uned Petrópolis, irá debater a obra Eu que nunca conheci os homens, da escritora e psicanalista belga Jacqueline Harpman. O livro apresenta um mundo distópico, no qual quarenta mulheres vivem aprisionadas em uma cela subterrânea e são vigiadas por guardas que estão sempre em silêncio. Um dia, elas conseguem a liberdade e é uma menina quem guia o grupo de mulheres em um lugar desconhecido e inóspito.

O encontro, que contará com a mediação de Linda Feitoza e Drica Madeira, será on-line no dia 5 de junho, a partir das 19h, pelo Google Meet. Os interessados em participar devem solicitar o link do evento por meio das redes sociais – Leia Mulheres Petrópolis no Instagram e  grupo Leia Mulheres Petrópolis-RJ no Facebook.  

 

Saiba mais sobre o Leia Mulheres 

O Coletivo Leia Mulheres propõe dar mais visibilidade a obras de autoria feminina – que enfrentam maiores barreiras no mercado editorial –, debatendo-as e divulgando-as em encontros mensais.

O movimento nasceu a partir do projeto da escritora britânica Joanna Walsh, que propôs o #readwomen2014, e se concretizou em forma de clubes de leitura. No Brasil, a iniciativa começou em 2015, quando Juliana Gomes, Juliana Leuenroth e Michelle Henriques colocaram em prática os encontros focados em obras escritas por mulheres, de clássicas a contemporâneas.

Atuando em Petrópolis desde 2017, o Leia Mulheres realiza suas reuniões sempre na primeira quarta-feira do mês. O Cefet/RJ Uned Petrópolis é parceiro do Coletivo por meio de sua Biblioteca e do Núcleo de Estudos em Educação e Linguagem (NELINE) e a partir do projeto de extensão “Leia Mulheres: mediação de leitura”.  

OBS.: A presença nos encontros não está condicionada à leitura do livro, uma vez que o projeto busca também a divulgação da obra, o estímulo à troca de ideias e o encontro entre pessoas com interesses comuns. 

Fim do conteúdo da página