Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Campus Maracanã realiza palestra sobre o Aedes aegypti

Publicado: Segunda, 29 de Fevereiro de 2016, 12h00 | Última atualização em Quinta, 03 de Março de 2016, 13h56 | Acessos: 2212

A comissão institucional de combate ao mosquito transmissor dos vírus da dengue, chikungunya e zika e o departamento de Biologia do campus Maracanã realizaram, na última quinta-feira, dia 26 de fevereiro, a palestra “A biologia e os métodos de controle do Aedes aegypti”. A atividade curricular, voltada para os estudantes do ensino técnico, foi ministrada pelo biólogo e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Ademir Martins Júnior.

O pesquisador da Fiocruz, Ademir Martins Júnior, explica o ciclo de vida do Aedes

 

Os alunos aprenderam, na prática, a distinguir o mosquito e tiveram a oportunidade de tirar dúvidas sobre seu ciclo de vida e as formas de combate. Para o pesquisador, especialista em métodos de controle de insetos e vetores, a atividade de conscientização é um passo fundamental para a eliminação do Aedes. “Estamos em uma guerra. Se queremos matar o inimigo, precisamos saber como ele vive e por que vem ganhando batalhas ao longo do tempo”, afirma.
 

 

 

 

 

 

 

Alunos observam larvas e mosquitos da espécie Aedes aegypti

 

“Como ainda não existem vacinas para prevenir as doenças nem quimioterápicos para tratá-las, só podemos agir contra o Aedes”, enfatiza Martins. O pesquisador ressalta, ainda, que a ação deve visar à eliminação de possíveis focos do mosquito, pois o combate com inseticidas, “além de fazer mal à saúde, pode torná-lo mais resistente”.

 

Conheça outras ações de combate ao Aedes aegypti realizadas pelo Cefet/RJ.

Fim do conteúdo da página