Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Espetáculo do Bandão homenageia Cefet/RJ no ano do centenário

Publicado: Quinta, 03 de Agosto de 2017, 11h39 | Última atualização em Quinta, 03 de Agosto de 2017, 11h41 | Acessos: 256

O Bandão do Cefet/RJ volta à cena para homenagear a instituição no ano do centenário. O novo espetáculo destaca momentos importantes da história do Centro Federal, com músicas populares brasileiras que marcaram época no Rio de Janeiro e no mundo. A estreia ocorre no dia 11 de agosto, data em que o Cefet/RJ completa 100 anos.

O roteiro, elaborado por alunos e professores da Coordenação de Artes do campus Maracanã, integra música, artes cênicas, videoarte e pesquisa histórica. O repertório inclui canções consagradas, como o primeiro samba brasileiro, “Pelo telefone”, composto por Donga; “Carinhoso”, de Pixinguinha; “Tico-tico no fubá”, de Carmem Miranda; “Roda Viva”, de Chico Buarque, e “Ponteio”, de Edu Lobo.

O Bandão do Cefet/RJ é um projeto de extensão que desenvolve atividades de cunho artístico, educativo e cultural trabalhando com um repertório fundamentalmente brasileiro. Os espetáculos montados pelo grupo articulam as linguagens musical, poética e dramática. O projeto é coordenado pelos professores de música Daniela Spielmann Grosman, Bruno Repsold Torós e pelo técnico-administrativo Oliver Bastos. Também conta com a participação do professor de canto Sérgio Menezes, da professora de teatro Ana Paula Lopes e da professora de artes plásticas Renata Moura.

A cada ano, o Bandão produz um novo espetáculo. Em 2015, o grupo homenageou os 450 anos do Rio de Janeiro e, em 2016, encenou "Uma Odisseia à Brasileira", inspirado no clássico de Ulisses. Nos dois anos consecutivos, o grupo foi convidado a se apresentar no Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola.

Fim do conteúdo da página