Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

IV Fórum de Ensino discute os desafios que atravessam a assistência estudantil

Publicado: Terça, 29 de Outubro de 2019, 12h25 | Última atualização em Terça, 29 de Outubro de 2019, 13h25 | Acessos: 398

A articulação institucional como prática para a permanência dos estudantes foi o tema central deste ano do IV Fórum de Ensino do Cefet/RJ, que ocorreu no dia 22 de outubro, no campus Maracanã. A abertura do Fórum aconteceu no Auditório 5 e contou com a presença da Diretora de Ensino, Gisele Vieira, do Diretor de Pesquisa e Pós-graduação, Pedro Manuel Pacheco, e da Diretora de Extensão, Alice Caggiano. O evento foi organizado pela Diretoria de ensino e integrou a programação da Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex) 2019.

Este ano, o Fórum de Ensino, como um espaço permanente de reflexão e socialização das práticas pedagógicas da instituição, convidou profissionais com experiência em assistência estudantil para entender como esse tema está sendo tratado por outras instituições da Rede Federal de Educação ProfissionalCientífica e Tecnológica. O evento priorizou, na parte da manhã, as questões sobre a permanência estudantil e, na parte da tarde, os trabalhos e projetos desenvolvidos no contexto institucional.

Após a abertura do evento, teve início a roda de conversa sobre as experiências da assistência estudantil de algumas instituições da Rede Federal no estado do Rio de Janeiro, com as assistentes sociais Isis Carvalho e Rita de Cássia Rissi, do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), Renata de Freitas, do Colégio Pedro II, além da presença da Coordenadora do Núcleo de Assistência Estudantil do Cefet/RJ, Sônia Mendes. Foram destacadas as principais ações e também os desafios encontrados nos diversos contextos das instituições.

Ainda na parte da manhã, ocorreu também a mesa-redonda “Assistência estudantil para além das bolsas”, que contou com a presença do chefe do Departamento de Extensão e Assuntos Comunitários (DEAC) do Cefet/RJ, André Alexandre Couto, e do coordenador do Fórum Nacional de Pró-reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace) e pró-reitor de Assuntos Estudantis da UFRRJ, Cesar Augusto da Ros. A mesa abordou um histórico das políticas de assistência estudantil no país, com dados das últimas pesquisas realizadas pela Andifes sobre o perfil socioeconômico dos estudantes do ensino superior. Cesar Augusto destacou o fato de que cerca de 70% dos alunos possuem renda per capita de até um salário mínimo e meio, uma demanda não suprida atualmente pelas políticas de assistência estudantil nas instituições.

O Fórum de Ensino finalizou sua programação com a apresentação de projetos e trabalhos relacionados à questão da permanência dos estudantes. O servidor técnico-administrativo da Coordenação de Artes, Oliver Bastos, apresentou sua pesquisa de mestrado relacionada à evasão no ensino médio/técnico no campus Maracanã e a professora de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira Andreza Nora apresentou o projeto Folh@ Cefet, mostrando como a participação dos estudantes em projetos de extensão, como a criação de um jornal escolar, pode atuar como fator de identificação do aluno com a instituição, favorecendo a permanência na escola.

O evento contou com a presença de servidores do Cefet/RJ dos campi Maracanã, Itaguaí, Nova Friburgo, Valença e Angra dos Reis.

registrado em:
Fim do conteúdo da página