Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Homenagem ao professor Eugênio Trombini Pellerano

Publicado: Terça, 26 de Maio de 2020, 13h06 | Última atualização em Terça, 26 de Maio de 2020, 13h17 | Acessos: 2440

Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido ao longo de toda a carreira, o Cefet/RJ presta homenagem ao professor Eugênio Trombini Pellerano com a divulgação de um texto e um vídeo que retratam a sua vida e trajetória profissional. Eugênio Trombini Pellerano foi professor de Física e atuou no curso técnico em Meteorologia do Cefet/RJ, porém suas habilidades o levaram a contribuir em diversas áreas. Juntamente com estudantes, o docente desenvolveu o patenteou o primeiro motor a jato brasileiro.

Para 2021, está prevista a inauguração do Espaço Trombini Pellerano (ESPELL), no Pavilhão 5 da Mecânica no campus Maracanã. O local terá equipamentos que permitirão a prototipagem e o desenvolvimento de projetos dos estudantes da instituição e de outros convidados. A previsão de inauguração é 24 de maio de 2021, dia em que Pellerano completaria 104 anos.

Confira o texto em homenagem ao professor:

Em 24 de maio de 1917, nascia uma história em Manaus. De lá, seguiu para Vitória, no Espírito Santo, e muitas outras páginas foram escritas em nossa instituição, no Rio de Janeiro. A brincadeira de bola, as repreensões do padre, os mergulhos nos rios e mares da vida e o aconchego da família foram alicerçando a estrutura de um grande brasileiro. Assim, foi piloto civil, prático na Baía de Vitória na 2ª Guerra Mundial, escoteiro do mar, inventor, pesquisador e professor. Movido pela curiosidade de quem quer muito da vida, estudou morcegos, desenvolveu motores a jato, turbinas a vapor e criou um grupo de pesquisa para desvendar a radiação cósmica. Em todos os lugares por onde passou, a criatividade, a genialidade e a dedicação acompanharam um homem que trazia em si a visão de futuro.
Sua história não coube nos limites “nascer, crescer, trabalhar e morrer”. Suas ideias estão vivas até hoje e inspiram ainda muitas gerações. Foi perseverante e ousou ser interdisciplinar, quando o mundo era todo compartimentado. Foi maker, quando esse termo ainda estava sendo construído. Acreditava no aprender por projeto e naquilo que fazia os seus olhos e os de seus estudantes brilharem. Nasceu com sede de mundo. Por esse motivo, quis saber e se dedicou a muito estudo e pesquisa sobre tudo o que seu tempo de existência o permitiu. De morcegos ao primeiro motor a jato do Brasil; do conhecimento sobre o espaço sideral a voos nas asas de um monomotor. Essa história tem nome e sobrenome: Eugênio Trombini Pellerano.
Eugênio Pellerano, o passado nos trouxe a você e você nos conduziu ao futuro.
Todos nós que integramos o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ) agradecemos por sua história ser também a nossa. Uma história bonita não merece nunca ter fim. E, para que possamos tê-lo mais perto de nós, estamos, nesta data, anunciando que o Espaço Trombini Pellerano será local em que nossos jovens estudantes darão continuidade aos seus sonhos e realizações. E que seja uma inspiração a sua paixão pela ciência e pela tecnologia.

Sidney Teylor de Oliveira e Valéria Pereira 
Professores do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Cefet/RJ 

Assista ao vídeo em homenagem ao professor Eugênio Trombini Pellerano

registrado em:
Fim do conteúdo da página