Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Extensão
Início do conteúdo da página

Campus Petrópolis - Extensão

Publicado: Quinta, 05 de Novembro de 2015, 16h14 | Última atualização em Sexta, 15 de Outubro de 2021, 07h14 | Acessos: 7251

O campus Petrópolis vem desenvolvendo, junto à comunidade petropolitana, atividades de extensão que buscam a proximidade com arranjos produtivos locais e a possibilidade de parcerias. Os projetos e cursos de extensão são desenvolvidos por docentes e alunos vinculados aos cursos de graduação (Licenciatura em Física, Bacharelado em Turismo, Engenharia da Computação e Licenciatura e Matemática) e ao curso técnico em Telecomunicações integrado ao ensino médio.

 Em 2021, os Cefet/RJ campus Petrópolis soma 13 projetos de extensão, sendo um na área de direitos humanos.

_____________________________________________

PROJETOS DE EXTENSÃO 2021

 

  1. Abrace: iniciativas de empreendedorismo e sustentabilidade da sociedade externa promovidas pela comunidade do Cefet/RJ campus Petrópolis 

Descrição: o projeto de extensão Abrace propõe para o ano de 2021 ações virtuais que possam reunir informações sobre empreendedores iniciantes, buscando assim se tornar um canal e um meio de apoio à divulgação online de seus trabalhos, ideias e projetos sociais. Além disso, pretende oferecer um espaço para o desenvolvimento de suas capacidades empresariais e sensibilizar os empreendedores sobre a importância da sustentabilidade nos negócios, projetos e ações que já estejam em funcionamento. A realização de eventos on-line também possibilitará a participação de convidados externos do campus Petrópolis, que poderão compartilhar seus conhecimentos e auxiliar no desenvolvimento das ações a serem realizadas em 2021. 

Dessa forma, o projeto se alinha aos objetivos e ações propostas pela Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), em especial na promoção de ações que possam ir ao encontro dos seguintes objetivos:  igualdade de gênero,  redução das desigualdades e cidades e comunidades sustentáveis, uma vez que esses três eixos acolhem e permitem alargar o olhar para os projetos e ações sociais que acontecem em Petrópolis e possibilitar a esses um espaço de fala, como também de escuta. Muitas pessoas, com suas diferentes idades, possuem boas ideias, mas podem faltar exemplos e até mesmo iniciativas que ajudem a agregar e promover ações mais justas e solidárias. 

Público-alvo: comunidade externa do Cefet/RJ campus Petrópolis organizada em iniciativas ou ações sociais, como também pequenos e micro negócios que carecem de apoio, visibilidade e aprendizagem sobre temas e perspectivas que ajudem no fomento e no desenvolvimento destes.

Coordenadores:  Frederico Ferreira de Oliveira (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.); Alexandra Rocha (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

Colaboradores: Renata Mariano (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.)

Aluno bolsista: Gabriel Monteiro (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.)  

Redes sociais do projeto: instagram.com/abrace.cefet.pet

E-mail do projeto: https://www.instagram.com/abrace.cefet.pet/ 

 

  1. Astronomia para todos no Cefet/RJ

Descrição: Astronomia para todos no Cefet/RJ visa apresentar os fenômenos astronômicos básicos, tornando os cidadãos mais apropriados do mundo ao seu redor. Tem como objetivo trabalhar os conceitos científicos referentes à física, à astronomia e às ciências, de forma geral, com os alunos de todos os níveis de ensino e com o público, interno e externo, por meio de exposições lúdicas em ambientes formais e não formais de ensino. O projeto existe, desde 2013, nas dependências do campus Petrópolis e, desde então, já realizou mais de 100 sessões de planetário, em mais de 60 visitas dentro e fora do campus Petrópolis. O público atingido já passa de 4 mil visitantes. Com a pandemia, a partir de 2020, o projeto buscou apoiar as escolas públicas da cidade de Petrópolis que desejem participar de olimpíadas nacionais de ciência e astronomia, fornecendo cursos e oficinas para que professores e alunos possam estar melhor preparados para os exames nacionais.

Público-alvo: comunidade interna do Cefet/RJ campus Petrópolis (alunos e servidores) e comunidade externa (público geral).

Coordenador: Raul dos Santos Neto (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.)

Aluno bolsista: Miguel Peclat

Alunos voluntários: Sílvio de Oliveira  e Marcos Emanuel de Paula
 

 

  1. CEFET/RJ Sustentável: ações da Comissão de Coleta Seletiva Solidária (CCSS) do campus Petrópolis

Descrição: criada em 2016, Comissão de Coleta Seletiva Solidária (CCSS) do campus Petrópolis tem como eixo norteador promover atividades e ações sustentáveis, unindo educação, desenvolvimento e práticas de forma participativa. Dando ênfase à promoção da educação ambiental, a CCSS foca na utilização adequada dos recursos materiais (incluindo os hídricos e elétricos), na aprendizagem e no manejo do material reciclável, promovendo também, de forma gradual, a conscientização quanto à sua redução, ao seu reaproveitamento e à sua reciclagem e envolvendo a comunidade em todas as etapas do processo. A tarefa da Comissão é educar, intermediar e trabalhar a conscientização para novos padrões, iniciando uma longa caminhada rumo à sustentabilidade. 

Através do projeto de extensão, a Comissão amplia um pouco mais a implementação dos seus objetivos à comunidade externa. Enquanto durar o período da pandemia, o projeto realizará atividades diversas sobre as Boas Práticas de Sustentabilidade, mantendo as discussões, sensibilizações e capacitação para os servidores e discentes do campus e o público externo. Essas atividades ocorrerão por meio de plataforma de EAD e redes sociais (facebook e instagram).   


Público-alvo: Discentes, servidores e terceirizados do campus Petrópolis e público externo.

Coordenadoras: Renata Gomes de Brito Mariano (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.); Luciana Castro (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

Colaboradores: Alexandra Maria de Abreu Rocha; Jonatan Rocha Gomes; Laíce de Souza Scotelano; Leonardo Souza Santos; Márcia Maria Pereira de Almeida; Priscila Castilho Alcantara; Suzana Santos Campos; Wanderson Amaral da Silva (Membros da Comissão).

Bolsista extensionista:  Guilherme Hildebrant Netto

Redes sociais: https://www.instagram.com/ccss.pet.cefet/ https://www.facebook.com/ccsscefetpetropolis 

 

  1. Conhecimento para Profissionais do Futuro

Descrição: à medida que a sociedade se transforma, novas demandas de conhecimento surgem e passam a ser cobradas das pessoas que buscam ingressar, se manter ou mesmo se recolocar no mercado de trabalho (BRANDÃO, 2010). Por mais que o uso de computadores, smartphones, programas de comunicação e softwares, entre outros, seja visto como algo natural para muitas pessoas, ainda há um grande número de indivíduos que possuem baixo, ou nenhum domínio dessas ferramentas. Alguns exemplos de conhecimento profissional que se deseja ofertar neste projeto são: conhecimento do pacote Office (e similares) em nível básico, intermediário e avançado; conhecimento de práticas em inteligência emocional; preparação para entrevistas de emprego; preparação para dinâmicas de grupo; elaboração de currículo profissional; entre outros.

Público-alvo: pessoas (especialmente em condições socioeconômicas menos favoráveis) que demandem capacitação profissional (na modalidade on-line) para ingressar, ou mesmo se recolocar, no mercado de trabalho.

Coordenador: Marcelo Augusto Mascarenhas

Aluna bolsista: Mariana Barrozo

 

  1. Construção de espaços físicos e digitais de matematização na Educação Básica

Descrição: o objetivo deste projeto de extensão é auxiliar a construção de laboratórios, oficinas e outros espaços nas escolas da educação básica voltados para uma Matemática Realística (FREUDENTHAL, 1968). Neste sentido, reconhecendo a possibilidade de matematização de diversas atividades humanas, sejam abstratas e, principalmente, concretas, elaboraremos minicursos e materiais para auxiliar na formação continuada de professores que ensinam matemática e outros profissionais de educação (diretores, supervisores etc.) com o intuito de auxiliá-los na construção e manutenção de espaço físicos ou digitais dedicados à disciplina que visem uma abordagem distinta dos manuais didáticos tradicionais. Estimamos a construção de uma capacitação dos profissionais em, pelo menos, dois tipos de espaços, valorizando a interdisciplinaridade com outros conhecimentos sociais e acadêmicos, como é próprio da linha da Matemática Realística escolhida para suportar nossa concepção de ensino.

Público-alvo: profissionais da educação básica como professores, diretores e coordenadores, além de licenciandos.

Coordenador: Thiago Brañas de Melo

Alunos voluntários: Paulo Henrique Silva Cunha e Nicollas Faria Bruno.

 

  1. Diálogos com o Napne Petrópolis: saberes acerca de estudantes com Altas Habilidades

 

Descrição: desenvolvido pelo Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne) do Cefet/RJ campus Petrópolis, o projeto visa aproximar os diferentes sujeitos acadêmicos – docentes, técnicos-administrativos, alunos e a comunidade externa – por meio de ações de sensibilização e formação. As ações são caracterizadas por atividades de cunho teórico-crítico, tais como grupos de estudo, palestras, seminários, rodas de conversa, cursos, minicursos, exposições interativas, dinâmicas, entre outros, voltadas às questões de inclusão social e educacional, com ênfase no público-alvo da educação especial (especificamente, neste projeto, estudantes com altas habilidades). O projeto tem como base interações dialógicas capazes de fazer com que os envolvidos nas atividades sejam multiplicadores e agentes das possíveis transformações sociais e educacionais necessárias à consolidação e democratização da inclusão.  

Público-alvo: servidores, terceirizados, discentes e comunidade externa. 

Coordenadoras: Soraia Toledo (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.); Daphne Velihovetchi (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).  

Colaboradores: Luciana de Souza Castro, Jonatan Rocha Gomes e Rogério Wanis (organização, efetivação e avaliação das ações do projeto). 

Aluno bolsista:  Hugo de Almeida Póvoa do Vale. 

Redes sociais: https://www.instagram.com/napne.cefet.petropolis/ e https://www.facebook.com/napne.petropolis

 

  1. Educação Ambiental na escola: desenvolvendo atividades e metodologias aplicáveis

 

Descrição: a Educação Ambiental (EA) é uma ferramenta primordial para se alcançar o almejado desenvolvimento sustentável, sendo base para todas as ações a serem promovidas pelo projeto. Partindo do pressuposto que a EA é um processo permanente e necessita de uma práxis coletiva, um trabalho consistente na educação básica se faz mister na busca da sustentabilidade ambiental. O contexto escolar é propício para a prática interdisciplinar, propiciando a quebra do paradigma cartesiano em virtude de um paradigma ecológico e participativo.

Em virtude da pandemia, o projeto não vai ser (por hora) aplicado especificamente em uma única escola, como foi em anos anteriores. A experiência adquirida com o trabalho presencial possibilitou desenvolver conteúdos nas redes sociais Instagram e Facebook, em 2020, como forma de disponibilizar o legado desse trabalho a qualquer pessoa que seguir os perfis criados para o projeto. Para 2021, pretende-se manter as postagens de conteúdos sobre Educação Ambiental em tais mídias, assim como produzir material para que as escolas possam utilizar de maneira remota e/ou presencial (em caso de retorno às atividades in loco). O conteúdo produzido – vídeos, workshops, jogos – abordará questões importantes, como: coleta seletiva, compostagem, horta escolar, aplicabilidade dos 5R’s, como reduzir o desperdício de material e alimentos, entre outros.

Público- alvo: comunidade escolar (alunos, professores e funcionários), além dos pais dos estudantes indiretamente e quem mais acessar o conteúdo nas redes sociais.

Coordenadora: Suzana Santos Campos (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.)

Cocoordenadora: Luciana Castro (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

Aluna bolsista: Isabelle Ferreira Macedo

Aluna voluntária: Manuela Marques Ramos Abaracon

Redes sociais: https://www.instagram.com/educacaoambiental.cefet/ e https://www.facebook.com/educacaoambiental.cefet.

 

  1. Educação Financeira

 

Descrição: o nível de endividamento de uma população é diretamente proporcional a falta de Educação Financeira da mesma. Por essa razão, diversas iniciativas público-privadas, em esforços cada vez mais frequentes, buscam tornar o tema usual nas diversas esferas da sociedade. Infelizmente, o tópico não costuma ser acessível a todos de maneira gratuita, o que reduz e restringe o público-alvo.

O projeto buscar apresentar a Educação Financeira como um instrumento para se obter um equilíbrio na vida financeira e para alcançar a segurança material necessária para aproveitar os prazeres da vida e, ao mesmo tempo, obter uma garantia para eventuais imprevistos. Assim, a proposta é ofertar um curso gratuito e remoto com nove encontros, que abordarão os seguintes tópicos: A importância da Educação Financeira no Brasil, Causas do Endividamento Pessoal, Planejamento Familiar, Perfis do Investidor, Poder dos Juros Compostos, Indicadores Econômicos (Inflação, Taxa Selic e CDI), Principais formas de Investimento do Brasileiro, Investimentos em Renda Fixa, Principais Taxas de Investimento, Corretoras de Investimento x Bancos Digitais, a Bolsa de valores e seus produtos.  

Público-alvo: aberto a todos os públicos, mas voltado preferencialmente à comunidade externa.

Início do curso: 14/09/2021

Período: terças-feiras, das 18h30 às 20h.

Inscrições: até dia 10 de setembro pelo link https://bit.ly/edfinanceira2-cefetpet.

Coordenador: Felipe Mondaini

Aluna bolsista: Letícia Freires Baptista dos Santos

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Redes sociais: https://www.instagram.com/projetoedfinanceira/ 

 

 

  1. Expedições do Cefet/RJ campus Petrópolis

Descrição: o projeto busca estudar e apresentar a geodiversidade, biodiversidade e sociodiversidade de percursos em trilhas e áreas protegidas a partir da interpretação ambiental e práticas corporais de aventura, desenvolvendo com seus participantes questões referentes ao paradigma ecológico atual através da integração de áreas da ecologia, geografia, saúde e práticas de atividade física, dentre outras.  Cadastrado oficialmente desde 2016, o projeto tem novamente o desafio de envolver escolas municipais, fortalecendo a inserção do campus Petrópolis nas questões educacionais do município, além da visibilidade que pode ser dada ao nosso processo seletivo para o curso técnico integrado ao ensino médio. Dentre os temas abordados no âmbito do ensino, pesquisa e extensão, destacam-se: Unidades de Conservação (UC) e trilhas do município de Petrópolis; Geodiversidade e Geonímia dos cumes e bacias hidrográficas; Caminhos da Serra do Mar, trilha de longo curso do Parque Nacional da Serra dos Órgãos; aspectos da visitação em áreas naturais durante a pandemia (aumento da visitação, protocolos de reabertura das unidades de conservação, benefícios do montanhismo para a saúde física e mental).

Público-alvo: comunidade do Cefet/RJ campus Petrópolis, escolas municipais, montanhistas e moradores do entorno das UCs de Petrópolis.

Coordenadores: Fernando Pessoa (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.); Marcelo Salomão( O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

Colaboradores: Marcelo Porretti (saúde e turismo de aventura); João Thompson (tecnologias, desenvolvimento de aplicativos e soluções de divulgação de dados); Maria Naíse de Oliveira Peixoto (educação ambiental e geomorfologia); Luana Pitzer (turismo em áreas protegidas); Luiza Pessoa (conflitos ambientais e unidades de conservação); e Bruno César dos Santos (geoprocessamento, geonímia e biogeografia). 

Alunos bolsistas: Nycole Moura; Thiago Freitas; Breno Ferrari e Fillipe Fernandes.

Alunos voluntários: Breno Fateicha, João Miguel Carius, Lusmar Rodrigues, Dayana Guimarães, Gabriel Maricato, Guilherme Vogel, Ana Alice Andrade, Ana Clara Malaquias, Ana Carolina Vieira, Daniel Quaresma, Laryssa Dary, Francisco José Brito e Anderson de Souza.

Redes sociais: https://www.instagram.com/expedicoescefet/,  https://www.facebook.com/expedicoesCefet e YouTube (https://www.youtube.com/channel/UC3AafG2HZXcbUXH0RyUdNBQ).

 

  1. Ladrilhar: percursos inclusivos pelo Cefet/RJ campus Petrópolis Direitos Humanos

Descrição: o campus Petrópolis ocupa, desde 2008, um complexo de duas edificações reestruturado ao longo do período republicano, assinalado como bem arquitetônico no entorno do tombamento urbano-paisagístico do centro da cidade, e hoje sendo adaptado para acessibilidade. O projeto Ladrilhar consiste na interpretação do patrimônio relacionado ao prédio do campus, tendo como principal objetivo o desenvolvimento de estratégias para mediação inclusiva, dentre elas, as tecnologias assistivas, e como principal ação, as visitas mediadas ao prédio. Inserido na área de direitos humanos e justiça, o projeto foi adaptado para o período de atividades remotas, orientado pela articulação das seguintes diretrizes: interpretação do patrimônio e inclusão. Diante da descontinuidade das visitas mediadas ao prédio, a partir de março de 2020, foram priorizados a aproximação e o conhecimento da diversidade de público a que se destina, a sensibilização para o tema da mediação inclusiva e o desenvolvimento de recursos de acessibilidade para a interpretação desse patrimônio edificado..

Público-alvo: público externo, particularmente, instituições e pessoas com deficiência, além alunos e servidores do Cefet/RJ campus Petrópolis.

Coordenadores: Ludmila Almendra (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.); Felipe Henriques (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

Colaboradores: Daphne Holzer Velihovetchi (recursos de acessibilidade, criação de redes de contato com instituições locais que atuam com Pessoas com Deficiência Visual e/ou Auditiva); Patrícia Souza Lima (História, capacitação dos bolsistas, coordenação de visitas mediadas); Soraia Wanderosck Toledo (recursos de acessibilidade, com ênfase em Libras)

Aluna bolsista: Gabriela dos Santos Cordeiro.

Redes sociais: https://www.instagram.com/ladrilhar.cefet/ e https://www.facebook.com/cefethistoriapublica

 

  1. Leia Mulheres: medição de Leitura

 

Descrição: o coletivo Leia Mulheres se iniciou como um movimento on-line, criado pela escritora britânica Joanna Walsh em 2014, e se popularizou no Brasil na forma de clube de leitura. Em Petrópolis, o Leia Mulheres, sob a mediação da empresária Linda Feitoza e da professora Marise Zanelatto, vem acontecendo desde 2017 e, em 2019, o coletivo iniciou uma parceria com o campus Petrópolis por meio deste projeto de extensão. Os encontros pretendem favorecer a leitura e a troca de ideias sobre livros produzidos por mulheres, claramente em defasagem no mercado editorial nacional. A dinâmica é bastante democrática, admitindo-se a participação daqueles que leram, leram parcialmente, ou não leram os títulos definidos para os encontros. A escolha dos livros é feita por votação a partir de uma lista de títulos sugeridos pelo grupo e que atendam aos requisitos de relevância estabelecidos pelas mediadoras. Em março de 2020, assim que a pandemia foi deflagrada, o projeto migrou o encontro presencial para as plataformas digitais. Assim, o projeto seguiu suas atividades e conquistou um número maior e bem variado de participantes.

Público-alvo: discentes, docentes e técnico-administrativos do Cefet/RJ campus Petrópolis e o público externo de toda cidade de Petrópolis e arredores.

Coordenadoras: Elisabeth Gonçalves de Souza (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.); Luciana de Souza Castro (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

Colaboradoras: Linda Feitoza (coletivo Leia Mulheres) e Marise Zanelatto (mediadora).

Aluna bolsista: Amanda Alves

Redes sociais: https://www.instagram.com/leia_mulheres_petropolis/ e https://www.facebook.com/groups/1751548455062785.

 

  1. No batuque das águas do Caxambu: projeto de sensibilização e mobilização em Petrópolis/RJ

Descrição: em sua quarta versão, o projeto busca promover a sensibilização, a formação e a mobilização de professores, alunos do ensino básico e superior, e demais representantes das comunidades em Petrópolis/RJ, aptos a desenvolver processos comunicativos e educativos junto aos grupos sociais a que pertencem e se relacionam. Busca-se também a valorização e a preservação do patrimônio cultural em amplo sentido, assim como de gestão do meio ambiente em sua biodiversidade, contribuindo para a conservação ambiental, o exercício da cidadania e a qualidade de vida de todos envolvidos por meio de curso formativo para docentes, roteiros históricos guiados para jovens e agentes multiplicadores no Centro Histórico e ações isoladas comunitárias nos bairros do Caxambu, Morin e Itamarati, vizinhos do Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

Público-alvo: comunidade ampla do Cefet/RJ campus Petrópolis, sensivelmente alunos do Bacharelado em Turismo; e externa, de toda Petrópolis/RJ, especialmente moradores do Centro Histórico e alunos da rede municipal de Educação, assim como vizinhos às instituições do Sistema Municipal de Museus, estendendo as ações até o terceiro e o quinto distritos do município, além das comunidades em foco: Caxambu, Morin e Itamarati.

Coordenadores: Patrícia Ferreira de Souza Lima (patrícia.lima@cefet-rj;br) ; Dacy Câmara Lobosco (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

Colaboradores: Ludmila Vargas Almendra (co-coordenadora e docente de curso de Patrimônio Cultural com objetivo de capacitar professores da rede municipal de Educação de Petrópolis/RJ) e Felipe Henriques (co-docente na capacitação junto à comunidade pelo aplicativo de monitoramento das chuvas). 
 
Alunos bolsistas: Nicolly Barreto Thomazi (Turismo)
 
Alunos voluntários: Sara Maria Candido Maia (Turismo) e Rafaela Mebus (Técnico)

 Redes sociais: https://www.instagram.com/aguasdocaxambu/.

 

  1. Paradigmas Indiciários: Histórias de Famílias, Histórias de Petrópolis

Descrição: o projeto tem como proposta desvelar uma identidade visível nas ruas de Petrópolis, pautada na diversidade de seu povo. Em que, muito mais que um passado de glórias imperiais e presidenciais, oculta a história das famílias que constroem e fazem da “cidade imperial” um local de memórias, dos mais variados matizes, dos mais variados sentidos. As histórias das famílias pretendem mostrar também a importância da comunidade para a formação da identidade local.

O projeto será baseado no recolhimento de documentos de famílias, fotos, certidões de batismo, certificados, registros de identidade, carteiras de identidades, títulos de eleitor, entre outros, de vários momentos históricos. O material recolhido será catalogado, tratado e contextualizado, a fim de fazer parte de uma exposição virtual (a princípio), intitulada com o mesmo nome do projeto, que não se propõe em escrever a história da cidade, mas em demonstrar, como ela foi e é formada.

Público-alvo: comunidades interna e externa do campus Petrópolis.

Coordenadora: Nara Maria Carlos de Santana

Aluna bolsista: Mariana Curioni Arruda

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página