Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Projetos do Cefet/RJ são premiados na Feira Brasileira de Jovens Cientistas 2022
Início do conteúdo da página

Projetos do Cefet/RJ são premiados na Feira Brasileira de Jovens Cientistas 2022

Publicado: Quinta, 30 de Junho de 2022, 10h46 | Última atualização em Quinta, 30 de Junho de 2022, 10h52 | Acessos: 304

 

Dois projetos de pesquisa de alunos da educação profissional técnica de nível médio do Cefet/RJ conquistaram a segunda colocação nas categorias Engenharias e Ciências Exatas e da Terra na Feira Brasileira de Jovens Cientistas (FBJC). A terceira edição da feira, realizada nos dias 23 a 26 de junho de forma virtual, contou com a participação de estudantes de ensino médio de todo o país.

Os alunos Maria Lúcia Martins, do curso técnico em Segurança do Trabalho, Lucas Tejedor e João Victor Pereira, ambos do técnico em Informática, apresentaram, na FBJC, projeto sobre dispositivos tecnológicos para detectar e facilitar o combate a incêndios. Já a aluna Mel Mirra de Carvalho, do curso técnico em Química, mostrou sua pesquisa sobre as propriedades farmacológicas do kiwi para auxiliar no tratamento do lúpus.

A FBJC englobou palestras, workshops e uma maratona de inovação, além da apresentação dos projetos categorizados em oito áreas do conhecimento. O evento tem como objetivo fomentar a iniciação científica de jovens estudantes.

Conheça, abaixo, o resumo dos projetos do Cefet/RJ premiados no evento:

 

  • 2º lugar na categoria Engenharias

Dispositivos tecnológicos na prevenção ao incêndio” 

Alunos do Cefet/RJ Unidade Maracanã:

Maria Lúcia Martins Cordeiro – Técnico em Segurança do Trabalho

Lucas Tejedor da Silva – Técnico em Informática

João Victor Pereira Cavalcante – Técnico em Informática

O projeto tem como principal objetivo a criação de dispositivos para facilitar a prevenção e o combate a incêndios. Na feira, foram apresentados os seguintes dispositivos: o aplicativo “Tá pegando fogo”, um Cubo Extintor de Incêndio (CEI), um alarme portátil de incêndio e um drone que funciona com inteligência artificial monitorando a existência de pequenos focos de incêndio.

 

  • 2º lugar na categoria Ciências Exatas e da Terra

Estudo e caracterização de componentes bioativos da casca e polpa do kiwi (Actinidia deliciosa) e avaliação do seu potencial anti-inflamatório para o tratamento de lúpus eritematoso sistêmico” 

Aluna do Cefet/RJ Uned Valença:

Mel Mirra de Carvalho Rachid – Técnico em Química

O trabalho teve como objetivo estudar as propriedades do fruto kiwi (Actinidia deliciosa), buscando caracterizar seus componentes a partir da análise comparativa entre a casca e a polpa, identificando potenciais farmacológicos que possam auxiliar no alívio e/ou tratamento de sintomas do lúpus eritematoso sistêmico (LES), com o intuito de atualizar o campo de pesquisas do tratamento da doença.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página