Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > III Feira do Desapego é inaugurada no Cefet/RJ campus Petrópolis
Início do conteúdo da página

III Feira do Desapego é inaugurada no Cefet/RJ campus Petrópolis

Publicado: Terça, 04 de Junho de 2019, 16h36 | Última atualização em Terça, 04 de Junho de 2019, 16h36 | Acessos: 140

Em comemoração à Semana do Meio Ambiente, teve início, na tarde desta segunda-feira, dia 3 de junho, a 3ª edição da Feira do Desapego do Cefet/RJ campus Petrópolis. O evento, que promove a conscientização sobre o consumo, acontece até sexta, dia 7, durante o horário de funcionamento da instituição (das 7h às 22h30).

Organizado pela Comissão de Coleta Seletiva Solidária (CCSS), o evento recolhe doações e depois as expõe para que os visitantes escolham os itens de seu interesse. Ao todo, mais de 300 itens – entre roupas, sapatos, eletrônicos, livros, utensílios de casa e bolsas – já foram doados para a Feira, que continua recebendo doações até o fim da semana.  

 

 

O aposentado Luiz Eduardo Pereira de Jesus, que chegou no início da tarde para fazer doações e aguardar o início da Feira, aprovou a iniciativa. “Hoje em dia, não se dá nada para ninguém. Todo mundo fica com as coisas até quebrar ou mofar. A Feira do Desapego é um incentivo para as pessoas se conscientizarem de que o acúmulo desnecessário não é legal”, destacou. Já as donas de casa Lucimar Caetano e Leila Justen ressaltaram a importância do ato de desapegar e já estão se programando para voltar no meio da semana para fazer novas doações e conferir o que está exposto. “É uma troca interessante”, afirmou Leila.

Os interessados em participar da Feira podem trazer para o campus Petrópolis os objetos que desejam doar, desde que estejam em bom estado de conservação, e também podem pegar qualquer item de seu interesse. Vale ressaltar que não haverá dinheiro, valores ou cobrança. Todos os objetos serão doados e ficarão à disposição do público do evento.

 

 

A Feira do Desapego, que está montada no saguão principal do campus, também conta com a exposição “O sustentável do insustentável”, que representa, de um lado, um ambiente sujo, caótico e inóspito, dominado pelo descarte incorreto do lixo, e, do outro, um ambiente limpo, agradável e aconchegante, viável com ações sustentáveis, como a construção de um jardim vertical a partir de garrafas PET.

Fim do conteúdo da página