Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Equipe da Uned Petrópolis garante seu melhor desempenho em campeonato de programação
Início do conteúdo da página

Equipe da Uned Petrópolis garante seu melhor desempenho em campeonato de programação

Publicado: Sexta, 24 de Março de 2023, 20h15 | Última atualização em Sexta, 24 de Março de 2023, 20h41 | Acessos: 670

Em sua terceira final brasileira consecutiva na Maratona de Programação, o Cefet/RJ Uned Petrópolis fez a sua melhor participação na competição, subindo 13 posições em relação a 2022 e finalizando em 27º lugar (dentre 62 equipes). O trio Crias do Douglas, formado por Eduardo Gomes, Mateus Garcia e Roger Passos, representou a instituição entre os dias 16 e 18 de março em Campo Grande (MS), onde foi realizado o evento. 

Eduardo Gomes, Roger Passos e Mateus Garcia são alunos do curso de Engenharia de Computação do Cefet/RJ Uned Petrópolis / Foto: divulgação Maratona

“Estar de novo entre os melhores do país e conseguir superar o desempenho da última final é uma alegria muito grande. É o melhor resultado da história do Cefet/RJ. Saímos motivados para treinar mais e, quem sabe, subir ainda mais o nível em uma próxima oportunidade”, declarou Roger.

A final da Maratona de Programação também ocorreu simultaneamente nas seis regiões latino-americanas, sendo a prova igual para todos os países e realizada em inglês. Na América Latina, o grupo Crias do Douglas finalizou em 74º lugar, de 309 competidores. Dentre as instituições do estado do Rio de Janeiro, o Cefet/RJ Uned Petrópolis ficou em 4º lugar.

Mateus Garcia afirmou que o resultado atendeu à meta da equipe, que buscava se superar nesta edição, mas que também os estimulou a tentar, no futuro, subir ainda mais posições na competição. “Foi uma melhora muito gratificante para o time e para mim, mas ficou com gostinho de ‘quero mais’. E vamos buscar mais e mais e, quem sabe, trazer uma medalha para o Cefet/RJ”, frisou.

Roger, Mateus e Eduardo destacaram também a importância da maratona para o desenvolvimento profissional e pessoal deles, pois, além da competição principal, o evento promove palestras e atividades com diversas instituições e empresas renomadas da área. “Participar da Maratona de Programação é uma atividade importante para a formação profissional, pois ajuda a desenvolver habilidades úteis na área de computação, como trabalho em equipe, raciocínio lógico e resolução de problemas”, ressaltou Eduardo.

Roger contou ainda como os treinos e a participação na final foram essenciais na sua trajetória acadêmica e no seu aprendizado, atividades viabilizadas pelo apoio que a equipe vem recebendo dentro e fora da instituição: “estar na final brasileira da maratona mais uma vez foi uma experiência intensa. Gostaria de agradecer o apoio do professor Douglas Cardoso, dos professores do Cefet/RJ Uned Petrópolis e, em especial, do Serratec, que nos possibilitou estar lá competindo”.

Principal competição da área, a Maratona de Programação realizou a final nacional na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) / Foto: divulgação Maratona

Fim do conteúdo da página