Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Estudante da Uned Valença é aprovada em uma das melhores universidades dos EUA
Início do conteúdo da página

Estudante da Uned Valença é aprovada em uma das melhores universidades dos EUA

Publicado: Terça, 23 de Maio de 2023, 18h46 | Última atualização em Terça, 23 de Maio de 2023, 18h47 | Acessos: 1064

Liz Mirra de Carvalho Rachid, egressa do curso técnico integrado ao ensino médio em Alimentos da Uned Valença, foi aprovada com bolsa de estudos para a faculdade norte-americana Williams College, considerada a sétima melhor universidade dos Estados Unidos, segundo o ranking da Forbes, e a melhor Liberal Arts School (Escola de Artes Liberais) do país. Além de Williams College, Liz foi aprovada em faculdades brasileiras como a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) para os cursos de Matemática e Engenharia Física, respectivamente. 

Liz explica que, para ser admitida em uma universidade norte-americana, foi preciso enviar uma candidatura com uma série de documentos que demonstraram sua trajetória acadêmica. “O processo de admissão para faculdades norte-americanas é holístico. Isso quer dizer que ele considera fatores que vão além de uma nota em um teste padronizado, buscando entender a trajetória acadêmica e pessoal de cada estudante” – explica a aluna.

Para o envio de sua candidatura, Liz contou com cartas de recomendação de professores da instituição, atividades extracurriculares, premiações, redações, além das notas escolares. Ela relatou que as experiências vivenciadas na instituição foram fundamentais para alcançar sua aprovação nesse processo.

Durante os três anos em que estudou no Cefet/RJ Uned Valença, Liz participou de projetos de extensão como “Discussões filosóficas na contemporaneidade: a sociedade do cansaço de Byung-Chul Han” e “Meninas! Vamos fazer ciência!”. Ademais, a estudante desenvolveu um projeto de iniciação científica em Química, intitulado “Determinação de antioxidantes em extrato de beterraba por meio de imagens usando o aplicativo Photometrix”.

 

“As faculdades norte-americanas valorizam atividades extracurriculares que demonstram a curiosidade do estudante. Por isso, ter desenvolvido projetos de extensão, iniciação científica e monitoria de Matemática no Cefet/RJ foi fundamental para construir minha candidatura” – conta Liz. Ela acredita que não teria sido aprovada sem o auxílio de seus professores, que se prontificaram para escrever cartas de recomendação e a auxiliaram com o envio de documentos escolares.

Agora, ela se prepara para iniciar a vida acadêmica no segundo semestre, quando passará a residir em Williamstown, Massachusetts. A estudante está animada para explorar os recursos acadêmicos da faculdade, que conta com o sistema de artes liberais, na qual a educação é baseada em interdisciplinaridade, curiosidade, rigor acadêmico, pensamento crítico e criatividade.

Fim do conteúdo da página