Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Cefet/RJ e CSS
Início do conteúdo da página

Cefet/RJ e CSS

Publicado: Quinta, 18 de Junho de 2015, 21h40 | Última atualização em Segunda, 13 de Julho de 2015, 19h32 | Acessos: 2940

O Plano de Desenvolvimentos Institucional do Cefet/RJ para o período 2010-2014, ao expressar avanço em relação às diretrizes estabelecidas no PDI 2005-2009, apresentado ao Ministério da Educação, com base no novo estatuto do Centro Federal e na organização acadêmica atinentes aos Decretos nº 5.224 e o nº 5.225, de 1º de outubro de 2004, reflete o posicionamento da comunidade interna no sentido de assumir a continuidade de uma trajetória de formação que congrega o desenvolvimento da educação tecnológica nas dimensões de ensino, pesquisa e extensão (Portal Cefet/RJ, 2012).

O item 1.6 do Perfil Institucional do PDI, segundo o Portal do Cefet/RJ (2012), refere-se à responsabilidade social e ao desenvolvimento da região e do país, no que diz respeito à atuação como instituição de ensino superior pública comprometida com o desenvolvimento cultural, tecnológico e econômico da sociedade, em favor de um país justo, capaz de promover o crescimento com geração de renda e redução das desigualdades. O Cefet/RJ tem presente, em seu plano de desenvolvimento, os desafios de demandas formativas associadas a políticas de industrialização e comércio, infraestrutura econômica (energia, transportes, telecomunicações) e social (educação, saúde e saneamento), capacitação tecnológica, entre outras prioridades que se impõem ao desenvolvimento com alcance social (Portal Cefet/RJ).

Segundo análise do CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social), o ciclo de desenvolvimento em curso no Brasil está sendo impulsionado pela consolidação da democracia e ampliação dos espaços de diálogo e participação; por políticas distributivas ancoradas numa visão de justiça social e de racionalidade econômica, pelo investimento nas pessoas por meio das políticas sociais universais e inclusivas; pelos investimentos em infraestruturas; por um sistema de financiamento público capaz de alavancar políticas de desenvolvimento; pela estabilidade macroeconômica e gradual incorporação das dimensões da sustentabilidade ambiental, econômica e social ao conjunto dos processos decisórios. (RIO DE JANEIRO, Portal Cefet/RJ, Item 1.6, PDI 2010-2014)

Atualmente, o Cefet/RJ já tem constituída sua Comissão Central de Coleta Seletiva Solidária, que é formada pelo professor Bernardo Gomes (DEPES/DEPRO), professora Aline Monteiro Trigo (DEPES/DECAP), a técnico-administrativa Eliane Peixoto, o técnico-administrativo Belmiro Filho e os alunos bolsistas do Cefet/RJ: Adriano de Lima Souza, Leonardo Blunk e Eric Fernandes.

Os integrantes dessa comissão esperam que o lançamento do programa de Coleta Seletiva Solidária no campus Maracanã ocorra no início do segundo semestre letivo de 2015. O campus Maracanã já tem habilitada uma cooperativa COOTRABOM – Cooperativa de Trabalhadores do Complexo de Bonsucesso Ltda. para a coleta de materiais recicláveis. Os coletores, já adquiridos, para material reciclável e não reciclável, estão sendo fixados na instituição, primeiramente, no bloco E. (Figuras 2 e 3)

 

Figura 2 – Coletor para Lixo Reciclável (Amarelo)

 

 

Figura 3 – Coletor para Lixo Não Reciclável (Azul)

 

Em meados do primeiro semestre de 2015, houve uma reunião com os demais campi do Cefet/RJ, com intuito de mostrar as experiências de todo o processo de implantação desse programa no campus Maracanã.

Aqueles que desejarem participar desse programa, contatem a Comissão Central de Coleta Seletiva Solidária pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página