Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Referências
Início do conteúdo da página

Referências

Publicado: Quinta, 18 de Junho de 2015, 21h38 | Última atualização em Segunda, 13 de Julho de 2015, 19h32 | Acessos: 1021

ABREU, M.F. Do lixo à cidadania: Estratégias para a ação. Brasília: Caixa, 2001.

BRASIL. Decreto Federal no 5.940, de 25 de outubro de 2006, que instituiu a separação dos resíduos recicláveis descartados pelos órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta na fonte geradora, e a sua destinação às associações e cooperativas dos catadores de materiais recicláveis, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, p. 4, seção I.

BRASIL. Lei Federal no 12.305, de 2 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional dos Resíduos Sólidos; altera a lei nº 9605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 3 ago. 2010.

BRASIL. Coleta Seletiva Solidária. Disponível em: <http://www.coletasolidaria.gov.br/menu/apresentacao/>. Acesso em: 30 maio 2012.

BRASIL. Coleta Seletiva Solidária. Manual da A3P. Disponível em: <http://www.coletaseletivasolidaria.com.br/wpcontent/uploads/2010/06/manual_a3p_4ed_rdz.pdf>. Acesso em: 1 jul. 2012.

BRASIL. Portal São Francisco. Benefícios da Reciclagem. Disponível em: <http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-reciclagem/beneficios.php#ixzz1x27Quw00>. Acesso em: 21 maio 2012.

COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO (CMMAD). Nosso Futuro Comum. Rio de Janeiro: FGV, 1988.

CONAMA. Resolução no 275, de 25 de abril de 2001, estabelece o código de cores para os diferentes tipos de resíduos, a ser adotado na identificação de coletores e transportadores, bem como nas campanhas informativas para a coleta seletiva. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, p. 80, seção I.

DUARTE, Ana Clara dos Santos Simões Fonseca. Coleta Seletiva Solidária: Implementação no Cefet/RJ. Relatório final de Iniciação Científica. Cefet/RJ. Agosto de 2012. Disponível em: <http://www.penseambientalmente.com/projetos.htm>. Acesso em: 24 nov. 2014.

ELKINGTON, John. A teoria dos três pilares. Tradução de Patrícia Martins Ramalho. São Paulo: Markron Books, 2001.

MARTINS, Barbara Gato. Coleta Seletiva Solidária: conceitos, benefícios e experiências. Relatório final de Iniciação Científica. Cefet/RJ. Agosto de 2012. Disponível em: <http://www.penseambientalmente.com/projetos.htm>. Acesso em: 24 nov. 2014.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Gerenciamento de resíduos sólidos na Administração Pública. Brasília: Coordenação do programa A3P, 2014.

RIO DE JANEIRO. Portal Cefet/RJ. PDI 2010-2014. Disponível em: <http://portal.cefet-rj.br/files/desenvolvimento/pdi/2010_2014/pdi_edicaoPublicada.pdf>. Acesso em: 27 jun. 2012.

RIO GRANDE DO NORTE. Portal de Meio Ambiente. Disponível em: <http://www.meioambiente.ufrn.br/?p=8959>. Acesso em: 30 maio 2012.

RIO GRANDE DO NORTE. PROGIRES (Programa de Gestão Integrada de Resíduos da UFRN). Disponível em: <http://www.meioambiente.ufrn.br/wp-content/themes/pma/projeto-progires.pdf>. Acesso em: 27 jun. 2012.

registrado em:
Fim do conteúdo da página